Aspirantes 2016: Turma Capitão Geraldo Marques

Compartilhe!


      No dia 3 de agosto de 2016 encontrei essa mensagem no facebook e tendo em vista que o seu conteúdo revela importantes aspectos da formação dos Oficiais da PM da Paraíba,  resolvi inclui-lo aqui no nosso blog. O texto não revela autoria, mas imagino que seja a representante da turma concluinte do CFO de 2016. Através dessa publicação queremos também nos acostar às homenagens ao  Capitão Geraldo Marques dos Prazeres Junior e parabenizar os Aspirantes 2016 pela escolha do nome da turma, o que revela não só um sentimento de justiça, mas sobretudo uma forma de reconhecer e enaltecer o que poderíamos definir como “prata da casa”.  Afinal não precisamos sair dos nossos Quartéis para encontrar nomes dignos para uma homenagem desse tipo.

     Segue o texto na íntegra.

MENSAGEM DE NOMEAÇÃO DA TURMA ASPIRANTES 2016
Bem... para dar início a minha fala, precisamos voltar no tempo. Retomar acontecimentos dos últimos meses e apreciá-los. Esta história, tomo a liberdade de assim chama-la, começa há cinco meses atrás, precisamente no dia 29 de fevereiro deste ano, quando a disciplina de Segurança Física de Dignitários apareceu em nosso Quadro de Trabalho Semanal pela primeira vez.
A maioria de nós sequer sabíamos do que se tratava. Apostávamos que seria aquela disciplina na qual os cadetes põem paletó e aprendem a fazer policiamento velado. Leigos e inexperientes, não imaginávamos o tamanho do aprendizado que nos esperava.
Chegou, então, o dia da primeira aula. Era uma tarde de segunda-feira quando o Capitão Marques entrou em nossa sala pela primeira vez. A aula passou rápido, tudo era novidade, desde as legislações até a estrutura da Casa Militar do Governador.
Não demorou muito para que o Capitão revelasse qual seria o nosso desafio: a turma estaria, a partir de então, encarregada de planejar a segurança do governador da Paraíba. Não apenas planejar, estariam todos responsáveis pela execução do próprio planejamento em uma das plenárias do Orçamento Democrático Estadual.
Tivemos a segunda aula. A terceira. E algumas outras. A disciplina não perdeu o ritmo, o instrutor não perdeu o fôlego e a turma estava cada vez mais envolvida – GUARDEM ESTA PALAVRA.
              Cada novo momento de instrução era repleto de questionamentos, descobertas e aprendizado.
       A sala de aula começou a ficar minúscula frente a tantas descobertas. Os limites foram se expandindo e, à medida que nos envolvíamos com a disciplina, apareceu a necessidade de aprendizado prático.
          Nossa primeira instrução fora do Centro de Educação foi uma visita ao Palácio da Redenção. A suntuosidade do prédio histórico prendeu a atenção de todos. Cada sala, cada detalhe, cada espaço revelavam a magnitude da experiência que estávamos vivenciando.

        Ainda neste momento, tivemos contato com outros Oficiais da Casa Militar. Estavam conosco presentes o Major Anderson, o Major Bombeiro Trigueiro, o Capitão Marques, Capitão Artime e o Tenente Jonatha.

        Continuando a tarde de atividades externas, fomos a uma pista de paintball onde pudemos exercitar as diversas formações de escolta a pé enquanto simulávamos a proteção de uma autoridade. Aquele momento valeu cada hematoma que restou dos disparos recebidos. O sorriso estampado no rosto de cada um de nós revela não apenas a alegria do momento, mas também a satisfação de poder usufruir de tamanha oportunidade.

          Lembram-se do ENVOLVIMENTO? Ele apenas aumentava e se solidificava. O aprendizado não parou por aí.
              De volta à sala de aula, tivemos a honra de receber a 1º Tenente Jackeliny que pacientemente nos transmitiu um pouco de seu conhecimento sobre etiqueta. Para as meninas, um deleite. Para os rapazes, a aflição dos mínimos detalhes e das regras da boa postura. Não obstante, acima de qualquer dificuldade, aprendemos muito e, em unanimidade, nos divertimos bastante.
As aulas teóricas continuaram, mas as paredes já haviam sido derrubadas. Para nos transmitir um pouco sobre inteligência policial, o Capitão Marques estendeu a sala de aula até nossas redes sociais. Não imaginávamos ser tão acessíveis. Certamente, o cuidado com informações pessoais mudou para a maioria de nós a partir desta aula.
           Para a instrução de Varreduras em Instalações Físicas, saímos à procura de possíveis explosivos que haviam sido estrategicamente posicionados nas adjacências da Academia. Traçamos um roteiro de progressão; vasculhamos os quatro níveis de altura. Não contávamos, no entanto, com o preparo de nosso instrutor, que posicionou os explosivos tão estrategicamente que ainda estamos à procura estes.
Aos poucos e muito proveitosamente, o conteúdo programático foi se esgotando.
Nossa última instrução foi a realização do comboio com as viaturas da Casa Militar. Não poderíamos nos sentir mais confiantes e confiados. A experiência – dispensa grandes comentários – foi um sucesso! Com o desenrolar de cada atividade, expressões como COMBOIO COMPACTADO, TABAJARA, VIP, POTIGUARA, VEÍCULOS ALTERNADOS, PISTA LIVRE passaram a ser parte do nosso dia-a-dia e das nossas conversas. Estávamos cada vez mais ENVOLVIDOS.
Ao passo que nossa confiança aumentava, nosso desafio se aproximava. Chegava o grande dia de executarmos em conjunto tudo que havíamos aprendido ao longo da disciplina.
Quando o dia chegou, demos o nosso melhor. Passamos o sábado acompanhando o governador da Paraíba e no fim da tarde, após a plenária do Orçamento Democrático Estadual na cidade de João Pessoa, demos por encerrada nossa missão. Dever cumprido.
Alma lavada. Objetivos alcançados. Gratidão.
Sim, gratidão. A todos que participaram dessa caminhada conosco. Gratidão, por cada segundo investido em nosso crescimento profissional; por cada momento em que nosso aprendizado foi colocado em primeiro lugar, à frente das dificuldades; pela preocupação e pelo zelo com nossa formação; pelo altruísmo em nos proporcionar o máximo de recursos que estavam ao seu alcance.
         Os Aspirantes 2016 reconhecem a grandeza do empenho da Casa Militar do Governador e cada um de seus integrantes com nosso aprendizado. Por isso, que neste instante, apresentamos nosso agradecimento e nosso sincero respeito. A educação, mais do que nunca, precisa transcender limites. Transmitir conhecimento é mera formalidade, o desafio está em construí-lo.
Assim como afirmava Benjamin Franklin, aquilo que nos é dito segue o caminho do esquecimento; aquilo que nos é ensinado pode oportunamente ser lembrado; mas aquilo que se conquista através do envolvimento será verdadeiramente aprendido e jamais deixado de lado.
Sabemos, no entanto, que o poder do ensino é dom de poucos. É preciso dar exemplo; saber ouvir; saber se fazer ouvido; respeitar e ser respeitado; prover recursos e cobrar resultados; construir interações que transcendam o fantástico mundo do saber e penetrem a simples realidade.
Sabemos, no entanto, que o poder do ensino é dom de poucos. É preciso ter humildade para reconhecer as qualidades do outro e potencializá-las; ter dignidade para construir vínculos fortes e audácia para fazer surgir confiança.
Sabemos, no entanto, que o poder do ensino é dom de poucos. É preciso ter obstinação para jamais desistir de seus objetivos e fazer com que os demais acreditem e confiem que todo esforço vale a pena; ter sabedoria para apontar os erros e a partir deles desenvolver pontos fortes; ter bondade e honestidade para se comprometer com a verdade e com os desafios que surgem no meio do caminho.

Já sabemos. O poder do ensino é dom de poucos. Portanto, não poderia ser diferente.

Como futuros Oficiais da Polícia Militar da Paraíba, nós, Aspirantes 2016, buscamos referências que solidifiquem e dignifiquem o perfil ético e profissional do qual desejamos ser portadores.

Para ser nossa referência, imaginamos um destes poucos indivíduos. Um profissional que trata os outros com respeito, que olha nos olhos e transmite segurança. Que procura alternativas para o crescimento do próximo e, juntos, idealizam planos. Que compreende; que é empático; que estende a mão. Sem mais delongas.

É com imenso orgulho que a turma dos Aspirantes 2016 anuncia a escolha de sua referência; e, A partir deste momento, os Aspirantes 2016 passam a se chamar TURMA CAPITÃO PM GERALDO MARQUES DOS PRAZERES JÚNIOR.

Compartilhe!

Posts Relacionados:


Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Notificação de
avatar