A nova Acadepol e a integração das polícias

Compartilhe!

A construção da nova ACADEPOL oferece elementos para reflexões sobre a integração das policiais estaduais.   O Centro de Educação da Polícia Militar é um dos melhores estabelecimentos de formação de policiais do Brasil, o que ficou constatado com a sua escolha pela Força Nacional para realizar o treinamento básico da sua tropa, fato ocorrido no decorrer de 2006.
      Desde o advento do primeiro Plano Nacional de Segurança Pública, elaborado em 2003, uma das ideias básicas para integrar as ações da Polícia Militar com a Polícia Civil, é a unificação da formação dos policiais.  Na percepção de todos que estudam as questões relacionadas com à Segurança Pública, essa é uma forma de fortalecer as ações das polícias e facilitar a consecução dos seus objetivos.   Em diversos Estados da Federação essa medida já foi concretizada e em outros está em fase de estudo.
      Essa medida, além de se constituir um valioso instrumento de integração dos policiais, representa considerável redução de custos, não só em termos de recursos financeiros como no emprego de pessoal. O funcionamento de uma Academia de Polícia Civil, de forma isolada, é muito oneroso, e é possível que a demanda de treinamentos exclusivos para policiais civis não seja suficiente para ocupá-la em tempo integral, o que pode deixar ociosos preciosos recursos humanos e materiais.  Não utilizá-la continuamente pode gerar dificuldades na sua manutenção.
       Para se ter uma ideia dessas dificuldades basta se projetar os custos com a segurança das suas instalações, considerando a natureza do material que nela deve ser depositado.
     Contrariando esses propósitos, a Paraíba está investindo altos recursos na construção de uma nova ACADEPOL. A adoção dessa medida parece se contrapor aos anseios da sociedade que clama pela implementação do emprego de um maior efetivo das policias em atividades fins, assim como contraria a lógica de frequentes pronunciamentos do Governador justificando adoção de medidas destinadas a racionalizar o emprego dos recursos públicos. O próprio Secretário de Segurança Pública e Defesa Social tem afirmado que o efetivo da Polícia Civil é insuficiente para suas funções atuais.
    Dessa forma, não é fácil se assimilar a ênfase que o Governo está dando ao projeto de construção de uma Academia de Polícia Civil (ACADEPOL). É meritória a ideia de implantação de uma política de capacitação continuada nos quadros das policias, o que por certo ensejará melhoria na capacidade técnica desses profissionais. Mas, é possível que com bem menos recursos se poderia adaptar o Centro de Educação da Polícia Militar para transformá-lo em uma Unidade de Formação, Especialização e Aperfeiçoamento de policiais militares e civis de todos os níveis. Além do mais haveria considerável redução de recursos financeiros, materiais e humanos, assim como constituiria um valioso instrumento de integração entre as policias.

Compartilhe!

Posts Relacionados:


Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Notificação de
avatar