A informática da Polícia Militar no ano 2000

Compartilhe!


Voltamos a publicar parte do conteúdo do nosso relatório sobre a situação da PM da Paraíba elaborado no ano 2000, para efeito de comparações com situações futuras. Nesse mesmo espaço já transcrevemos diversas partes desse relatório.  Desta feita abordamos o início do processo de informatização, mantendo o texto em sua versão original quanto aos tempos verbais. A essência das informações aqui expostas foram passadas pelo Sargento Vainício Dias Carneiro, que na época da elaboração do Relatório prestava serviço no Núcleo Seccional de Informática da Corporação.
     Passemos ao texto.
     Os primeiros computadores da Policia Militar foram adquiridos ainda nos anos 80. Eram equipamentos do porte PC-XT, com processador de 40 Megahets e capacidade para 10 Megabytes de armazenamentos, funcionando com sistema operacional MS-DOS e linguagem de programa COBOL. Esse material pertencia à CODATA e foi cedido à Policia Militar através de comodato para aplicação exclusivamente na área de pessoal. Ainda na década de 80, no comando do Coronel Severino Lins de Albuquerque, a Policia Militar adquiriu uma rede POLIMAX de 8 bits composta de um gerenciador e 4 terminais burros, com capacidade de armazenamento de até 40 Megabytes. Constatando-se que o equipamento apresentava defeitos de fabricação, foi desativado e a Corporação voltou a se utilizar do equipamento PC-XT
Mas o processo de informatização teve inicio de forma sistemática em 1991 com a criação do Núcleo Seccional de Informática, integrado ao Sistema Estadual de Informática – SEI - (Lei 5.379) e aquisição de novos equipamentos, de porte AT-486, com 8 terminais interligados, utilizando o sistema operacional UNIX e sistema de gerenciamento de banco de dados DATAFLEX. Esse Núcleo era dirigido pelo Coronel Morival Mendes e contava com assessoria técnica dos Sargentos  João Santana da Costa e Vanício Dias Carneiro.  O Núcleo Seccional de Informática, contando com uma equipe de 21 digitadores que se revezavam em três turnos, para cadastrar todo o efetivo da PMPB, desenvolveu o SRH (Sistema de Recursos Humanos) sistema que contava com 104 campos de informação onde se poderia encontrar todos dados pessoais, funcionais incluindo histórico das punições.
       Esse sistema foi desenvolvido para possibilitar a Diretoria de Pessoal ter um controle maior de todo o efetivo da PM. Em 1994 foram adquiridos novos equipamentos para a informatização do COPOM, com a assessoria técnica da Tenente Valtânea Ferreira. Esse material foi destinado ao levantamento de dados estatísticos relacionados com a operação na Capital, projeto este desenvolvido por Valtânea.
        Em 1999, no Comando do Coronel Ramilton Sobral Cordeiro de Morais, foi adquirido outro lote de computadores e elaborado um novo projeto de informatização, utilizando-se computadores interligados através de rede LAN/WAN como sistema operacional e o Windows NT. No ano 2000 este sistema operacional foi substituído pelo LINUX. Linguagem de programação e Banco de dados ORACLE (considerado o banco de dados mais seguro do mundo). Atualmente estão em funcionando em toda a Corporação aproximadamente 200 computadores entre Pentium e K6-2 de 64 bits.
       As Unidades estão interligadas através de uma rede privada de dados INTRANET, ligação esta realizada através de MODEM e linhas de comunicação de dados LPCD. As Companhias têm acesso ao sistema através da ITERNET e para possibilitar esta conexão foi instalado no NSI um servidor WEB, onde as Companhias através da Home Page da PMPB, entram no SISPM-NET verso para PC e o SISPM-PALM para PALM TOP, versão compacta do SISPM. Este processo possibilita a consulta de todos dados pessoais e funcionais do nosso pessoal, as ocorrências do COPOM, a Central de Mandados, fazer Download dos Boletins da PM e dados das unidades interligadas, relação de contatos contendo todos os E-Mails da PMPB e muito mais informações, podendo ser visitadas no endereço www.pm.pb.gov.br. Todas as unidades interligadas e o Comando Geral, também têm acesso a Internet, através de uma linha dedicada com a OPENLINE provedora da INTERNET.
     Os dados pessoais e funcionais dos Policiais Militares foram importados do servidor na fase de criação do NSI, (SRH) para o SISPM. Foi desenvolvido o SISPM (Sistema da Policia Militar), onde se encontram diversos programas, como o de consulta de dados cadastrais dos policiais militares; geração de Notas para o Boletim, que confecciona o boletim diário digitalmente, onde todas estas notas quando se refere a determinado policial vai automaticamente atualizar seus dados pessoais ou funcionais. Está também integrado ao SISPM o Sistema COPOM que já chegou ao 2º BPM.   Na DAL foi instalado um sistema com o cadastro de Viaturas. Estão interligadas através INTRANET as seguintes Unidades, QCG, 1ºBPM, 2º BPM, 4° BPM, 5° BPM, CCB, CE, DAL, EPMont. Está em fase de execução um projeto que objetiva interligar também os 3° BPM e 6° BPM. Atualmente o Núcleo Seccional de Informática conta também com uma oficina de manutenção, para reparos e instalação de Softwares.
      Como o processo de informatização exige continuidade, o Comando permanece investindo em recursos humanos, aquisição de equipamentos e desenvolvimento e obtenção de novos programas para garantir a manutenção e expansão do projeto. Registramos, por oportuno, o despacho no qual o Coronel Ramilton Cordeiro, Subcomandante Geral determinou que a Aspirante Valtanea Ferreira, se deslocasse ao COPOM da PMPE para proceder ao levantamento de informações sobre o uso da informática naquele serviço  para montagem de um programa para o COPOM da PMPB.

Compartilhe!

Posts Relacionados:


Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Notificação de
avatar